Pular para o conteúdo principal

PRIMEIRO DE MAIO É DIA PAGÃO!!

Primeiro d'eu e esse ano tive o interesse de pesquisar sobre o nome "Maio". As pesquisas apontam para uma origem voltada ao paganismo. Afirma uma reportagem da revista "Mundo Estranho" que o calendário que usamos hoje é uma evolução do antigo calendário romano, no qual vários meses foram batizados com nomes de deuses pagãos. O primeiro calendário romano, criado no século 8 a.C., tinha só dez meses e ia de março a dezembro. Ainda no mesmo século foram acrescentados janeiro e fevereiro, ajustando o calendário ao ano lunar padrão, com 355 dias. Nessa época os 12 meses já haviam sido batizados com praticamente todos os nomes que usamos hoje. As exceções foram julho e agosto, que receberam esses nomes centenas de anos depois - entre os séculos 1 a.C. e 1 d.C. - quando o calendário romano já havia sido adaptado ao ano solar, com 365 dias. Outra reportagem afirma que, o mês de Maio surge baseado em comemorações que honravam duas deusas romanas identificadas com a primavera e com o crescimento de plantas e flores, Maia e Flora. As celebrações ocorriam no primeiro dia desse mês. Enquanto os gregos enfeitavam um galho de oliveira ou louro com fitas coloridas e frutos (chamado eirisione) levando-o em procissão e guardando-o como símbolo de fertilidade até o ano seguinte, os romanos homenageavam as deusas Flora e Maia com alegres encontros entre moças e rapazes, dançando enfeitados com guirlandas de flores. Flora personificava o florescimento de toda a Natureza e regia a fertilidade e concepção; Maia era a Deusa da energia vital e da sexualidade. Os ritos de fertilidade para atrair a abundância da terra e da água ficaram conhecidos como Floralia e Fontinalia. Com o passar do tempo, estes festivais florais e as bênçãos da terra, das fontes e das mulheres se transformaram em orgias e a licenciosidade e liberdade sexual passaram a ser atributos específicos do mês de maio. Considerado o “mês de mel”das uniões livres e da liberação temporária dos laços matrimoniais, no mês de maio não se realizavam casamentos formais até a igreja católica declará-lo mês de Maria e das noivas, para mudar os antigos costumes.Na próxima postagem abordaremos o primeiro de maio na idade média.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DIA INTERNACIONAL DA SÍNDROME DE DOWN

Professora Débora, que tem síndrome de down, à desembargadora: Ensino às crianças “que tenham respeito pelas outras” Débora Araújo Seabra de Moura tornou-se a primeira professora brasileira com síndrome de down. Ela já publicou um livro, Débora Conta Histórias, que traz fábulas sobre o direito de ser diferente. Segundo a Tribuna do Norte, faz 13 anos ela trabalha como professora assistente na Escola Doméstica, de Natal. Foi a notícia de que o Brasil tinha professora com síndrome de down que levou a desembargadora Marília Castro Neves, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, a fazer uma postagem num grupo fechado do Facebook. Marília é a mesma que escreveu que a vereadora Marielle Franco, assassinada no Rio, era “engajada com bandidos” e teria sido eleita pelo Comando Vermelho. Depois disso, internautas foram atrás de outras postagens de Marília. E encontraram esta, a um grupo fechado do Facebook:  “Voltando para a casa e, porque vivemos em uma democracia, no rádio a única opção é a V…

PODERIA SER EM CAMPINA GRANDE!!

Onde foi que eu errei?CARLOS MOTTA SEX, 05/10/2018 - 18:47 Onde foi que eu errei?, por Carlos Motta Posso estar enganado, mas acho que uns 80% dos meus amigos, colegas e conhecidos de infância, adolescência e de jovem adulto da Jundiaí onde me criei, vão votar neste domingo no candidato presidencial que odeia homossexuais, negros e nordestinos, faz apologia à tortura, glorifica a ditadura militar, despreza a cultura e as artes, é a favor da venda indiscriminada de armas de fogo, pensa que o sexo feminino é inferior ao masculino, quis cometer atentados terroristas quando servia ao Exército, e enriqueceu, de modo mais que suspeito, depois que virou político, não apenas a si próprio, como a toda a sua família. Jornais de todo o mundo civilizado têm alertado que a sua vitória representaria um gigantesco retrocesso ao processo civilizatório brasileiro e à incipiente democracia que o país vive. Desde jovem, talvez sob a influência de meu pai, o saudoso capitão Accioly, carrego uma profunda o…

MUSEU: TRAGÉDIA ANUNCIADA

Em 2017, mais brasileiros foram ao Louvre, em Paris, do que ao Museu NacionalRafael BarifouseDa BBC News Brasil em São Paulo
Museu Nacional teve menos visitantes em 2017 do que o número de brasileiros que visitou o Museu do Louvre no mesmo ano. O Museu Nacional registrou 192 mil visitantes em 2017, segundo informou a assessoria de imprensa da instituição à BBC News Brasil. No mesmo período, 289 mil brasileiros passaram pelo Louvre, em Paris, na França, uma das principais instituições de arte do mundo, segundo registros do próprio museu. O número de brasileiros que visitaram o museu francês é 50,5% superior à visitação total da instituição brasileira.  O Louvre teve um aumento de 82% do número de visitantes do Brasil no ano passado em relação a 2016. Foi o segundo maior crescimento de público de um determinado país - os russos lideram com 92%. Os brasileiros foram a terceira nacionalidade que mais visitou a instituição, atrás apenas de americanos e chineses. Representaram 3,5% dos 8…