Pular para o conteúdo principal

AS FESTAS PAGÃS DE MAIO.


No hemisfério Norte os antigos povos europeus celebravam no mês de maio o desabrochar e desenvolvimento da Natureza, as roupagens de folhas e flores da Mãe Terra, o tempo quente, os instintos de acasalamento dos animais e os impulsos amorosos humanos, simbolizados no casamento sagrado do Deus Verde da Vegetação com a Donzela da Terra.Na Idade Média era costume damas e cavalheiros passearam nos bosques, liderados pela Rainha de Maio cavalgando uma égua branca e o seu parceiro, um corcel negro. Eles personificavam "A Senhora e O Senhor", Freyja e Frey, cuja união trazia as bênçãos da fertilização mágica da Natureza, vegetal, animal e humana. O Mastro de Maio a cujo redor os casais dançavam, representava o falo do "Deus Verde" fertilizando a terra e as mulheres. Estes antigos costumes e sua celebração nos festivais de Beltane( celta) e Walpurgis( nórdico) foram perseguidos e proibidos pela igreja cristã que os declarou”encontros de bruxas com o demônio”. Nos países celtas Beltane era originariamente um festival pastoral, transformado em festas com danças ao redor do mastro e fogueiras acesas nas colinas. As pessoas dançavam em roda, no sentido horário, para receber sorte e proteção, pulavam sobre as fogueiras e passeavam nos campos com tochas acesas para a purificação. Havia combates entre representantes dos poderes da luz e escuridão e sacrifícios, no inicio autênticos, depois encenando a morte do velho rei do inverno. No dia seguinte, galhos verdes eram trazidos dos bosques e colocados na frente das casas para proteção. O mastro enfeitado com flores e fitas era levado por jovens - vestidos de verde e com guirlandas de folhagens - em procissão pelas ruas, para simbolizar a nova vida e compartilhar os poderes criativos. Na próxima postagem, as festas pagãs de Maio na escandinávia, região norte da Europa q atualmente agrega Noruega, Dinamarca e Suécia, berço dos povos germânicos e dos vikings.

Comentários

  1. Sempre o Cristianismo Interferindo Na Liberdade da Sociedade...Claro que Nessa Epoca Era Bem Mais Forte Essa Restriçao da Liberdade de Expressao.

    ResponderExcluir
  2. Muito interessante o seu blog. virei seguidor. Estou postando hoje uma historinha a respeito dos costumes medievais europeus e vieram a calhar seus esclarecimentos a respeito das festividades pagãs de maio! dê uma olhada em: http://cadernetadearmazem.blogspot.com
    Paulo

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

DIA INTERNACIONAL DA SÍNDROME DE DOWN

Professora Débora, que tem síndrome de down, à desembargadora: Ensino às crianças “que tenham respeito pelas outras” Débora Araújo Seabra de Moura tornou-se a primeira professora brasileira com síndrome de down. Ela já publicou um livro, Débora Conta Histórias, que traz fábulas sobre o direito de ser diferente. Segundo a Tribuna do Norte, faz 13 anos ela trabalha como professora assistente na Escola Doméstica, de Natal. Foi a notícia de que o Brasil tinha professora com síndrome de down que levou a desembargadora Marília Castro Neves, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, a fazer uma postagem num grupo fechado do Facebook. Marília é a mesma que escreveu que a vereadora Marielle Franco, assassinada no Rio, era “engajada com bandidos” e teria sido eleita pelo Comando Vermelho. Depois disso, internautas foram atrás de outras postagens de Marília. E encontraram esta, a um grupo fechado do Facebook:  “Voltando para a casa e, porque vivemos em uma democracia, no rádio a única opção é a V…

PODERIA SER EM CAMPINA GRANDE!!

Onde foi que eu errei?CARLOS MOTTA SEX, 05/10/2018 - 18:47 Onde foi que eu errei?, por Carlos Motta Posso estar enganado, mas acho que uns 80% dos meus amigos, colegas e conhecidos de infância, adolescência e de jovem adulto da Jundiaí onde me criei, vão votar neste domingo no candidato presidencial que odeia homossexuais, negros e nordestinos, faz apologia à tortura, glorifica a ditadura militar, despreza a cultura e as artes, é a favor da venda indiscriminada de armas de fogo, pensa que o sexo feminino é inferior ao masculino, quis cometer atentados terroristas quando servia ao Exército, e enriqueceu, de modo mais que suspeito, depois que virou político, não apenas a si próprio, como a toda a sua família. Jornais de todo o mundo civilizado têm alertado que a sua vitória representaria um gigantesco retrocesso ao processo civilizatório brasileiro e à incipiente democracia que o país vive. Desde jovem, talvez sob a influência de meu pai, o saudoso capitão Accioly, carrego uma profunda o…

MUSEU: TRAGÉDIA ANUNCIADA

Em 2017, mais brasileiros foram ao Louvre, em Paris, do que ao Museu NacionalRafael BarifouseDa BBC News Brasil em São Paulo
Museu Nacional teve menos visitantes em 2017 do que o número de brasileiros que visitou o Museu do Louvre no mesmo ano. O Museu Nacional registrou 192 mil visitantes em 2017, segundo informou a assessoria de imprensa da instituição à BBC News Brasil. No mesmo período, 289 mil brasileiros passaram pelo Louvre, em Paris, na França, uma das principais instituições de arte do mundo, segundo registros do próprio museu. O número de brasileiros que visitaram o museu francês é 50,5% superior à visitação total da instituição brasileira.  O Louvre teve um aumento de 82% do número de visitantes do Brasil no ano passado em relação a 2016. Foi o segundo maior crescimento de público de um determinado país - os russos lideram com 92%. Os brasileiros foram a terceira nacionalidade que mais visitou a instituição, atrás apenas de americanos e chineses. Representaram 3,5% dos 8…