Pular para o conteúdo principal

24 HORAS-ÚLTIMA TEMPORADA/2010

24 Horas foi uma série de televisão exibida entre 2001 e 2010, em 24 episódios de 24 horas. Estamos partindo da premissa de que a série surge na esteira dos atentados terroristas do 11 de setembro de 2001 e serviu de catarse para o trauma que se instalou na sociedade americana. Na oitava e última temporada Jack é julgado numa comissão do senado pelos crimes que cometeu, inclusive o de tortura. Ao mesmo tempo é  trazido a UCT para investigar um plano para assassinar o Presidente da ONU e do Camistão, Omar Hassan, durante negociações de paz com a Presidente Taylor. A Rússia teme que esse acordo de paz vai ameaçar seu poder. Isso leva a extremistas islâmicos criar uma bomba suja, que eles ameaçam detonar a menos que Hassan se entregue. O Seriado 24 Horas teve início no Brasil em março de 2002 pela FOX Brasil, com a segunda temporada estreiando em fevereiro e as terceira, quarta e quinta temporadas começando novamente em março. Entretanto, em 2007 e 2009, a sexta temporada foi exibida a partir de Abril. Em 2010, a oitava e última temporada começou a ser transmitida em março, numa janela de dois meses em relação à matriz americana do canal. Na TV aberta, a série foi exibida pela primeira vez em janeiro de 2004 pela Rede Globo, entre janeiro e março substituindo as reprises do Jô e a partir de abril de 2004 foi exibido aos domingos após Sob Nova Direção, mas logo depois de 6 meses foi tirado do ar. Todas as temporadas foram exibidas de modo desrespeitoso aos fãs. Em 2005 foi exibida a 3ª temporada e em 2006 foi a vez da 4ª temporada. A 5ª temporada, em 2007, estreou em janeiro e foi exibida somente entre janeiro e fevereiro, logo depois entrou Lost e sempre depois do Jornal da Globo. O mesmo aconteceu na sexta temporada, levada ao ar em 2008. Em janeiro de 2009, a série não foi transmitida em função do hiato causado pela greve de roteiristas. Em seu lugar, foram ao ar as duas primeiras temporadas de Prison Break,  também adquirida pela Globo. 24 retomaria sua exibição regular em fevereiro de 2010, com episódios da sétima temporada. A oitava e última temporada estreou no sistema aberto brasileiro no dia 3 de Janeiro de 2011 na Rede Globo. Em março, a 1ª temporada começou a ser exibida na Band, as segundas, terças, quintas e sextas as 21h20. A série resiste em terminar não apenas pq ainda é exibida aqui e em outros países,mas principalmente pq talvez esteja mais atual do que pensamos. Boa páscoa a todos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DIA INTERNACIONAL DA SÍNDROME DE DOWN

Professora Débora, que tem síndrome de down, à desembargadora: Ensino às crianças “que tenham respeito pelas outras” Débora Araújo Seabra de Moura tornou-se a primeira professora brasileira com síndrome de down. Ela já publicou um livro, Débora Conta Histórias, que traz fábulas sobre o direito de ser diferente. Segundo a Tribuna do Norte, faz 13 anos ela trabalha como professora assistente na Escola Doméstica, de Natal. Foi a notícia de que o Brasil tinha professora com síndrome de down que levou a desembargadora Marília Castro Neves, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, a fazer uma postagem num grupo fechado do Facebook. Marília é a mesma que escreveu que a vereadora Marielle Franco, assassinada no Rio, era “engajada com bandidos” e teria sido eleita pelo Comando Vermelho. Depois disso, internautas foram atrás de outras postagens de Marília. E encontraram esta, a um grupo fechado do Facebook:  “Voltando para a casa e, porque vivemos em uma democracia, no rádio a única opção é a V…

PODERIA SER EM CAMPINA GRANDE!!

Onde foi que eu errei?CARLOS MOTTA SEX, 05/10/2018 - 18:47 Onde foi que eu errei?, por Carlos Motta Posso estar enganado, mas acho que uns 80% dos meus amigos, colegas e conhecidos de infância, adolescência e de jovem adulto da Jundiaí onde me criei, vão votar neste domingo no candidato presidencial que odeia homossexuais, negros e nordestinos, faz apologia à tortura, glorifica a ditadura militar, despreza a cultura e as artes, é a favor da venda indiscriminada de armas de fogo, pensa que o sexo feminino é inferior ao masculino, quis cometer atentados terroristas quando servia ao Exército, e enriqueceu, de modo mais que suspeito, depois que virou político, não apenas a si próprio, como a toda a sua família. Jornais de todo o mundo civilizado têm alertado que a sua vitória representaria um gigantesco retrocesso ao processo civilizatório brasileiro e à incipiente democracia que o país vive. Desde jovem, talvez sob a influência de meu pai, o saudoso capitão Accioly, carrego uma profunda o…

MUSEU: TRAGÉDIA ANUNCIADA

Em 2017, mais brasileiros foram ao Louvre, em Paris, do que ao Museu NacionalRafael BarifouseDa BBC News Brasil em São Paulo
Museu Nacional teve menos visitantes em 2017 do que o número de brasileiros que visitou o Museu do Louvre no mesmo ano. O Museu Nacional registrou 192 mil visitantes em 2017, segundo informou a assessoria de imprensa da instituição à BBC News Brasil. No mesmo período, 289 mil brasileiros passaram pelo Louvre, em Paris, na França, uma das principais instituições de arte do mundo, segundo registros do próprio museu. O número de brasileiros que visitaram o museu francês é 50,5% superior à visitação total da instituição brasileira.  O Louvre teve um aumento de 82% do número de visitantes do Brasil no ano passado em relação a 2016. Foi o segundo maior crescimento de público de um determinado país - os russos lideram com 92%. Os brasileiros foram a terceira nacionalidade que mais visitou a instituição, atrás apenas de americanos e chineses. Representaram 3,5% dos 8…